Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

# No intervalo da infinita beleza dos dias, o mundo é um lugar estranho.(feat. Otis Redding)

não nos damos conta, e em momentos em que há um bloqueio na escrita ( até as palavras precisam de sossego e silêncio), de que ,no intervalo da infinita beleza dos dias, o mundo é um lugar estranho onde abunda a violência cega sobre inocentes. (Orlando, Londres e todos os dias nos países onde há guerras, opressão e continuado terrorismo.) Pela paz. -aos que foram vítimas de terrorismo por estes dias.( all rights reserved to Otis Redding)

 mmalheiro

 [ a única obscenidade que conheço é a violência] Jim Morrison

# a Vida em duodécimos ( feat. Siouxsie and the Banshees)

Desde há 3 anos que a vida de muitos portugueses se tornou uma vida de duodécimos.

Duodécimos de alegria, de força, de esperança, em virtude de uma vida quartada pela Economia.

Há 3 anos que as pessoas passaram a ser duodécimos de mera existência  num país.

Antes eram uma percentagem efetiva e real da chamada classe média.

E agora passarão a ser uma percentagem substantiva e considerada?

https://www.youtube.com/watch?v=aG5bTcWuKhs

All rights reserved to Siouxie and the Banshees

@marinamalheiro

 

 

 

# O país segue dentro de momentos ( feat. Vampire Weekend)

 

 

 

Desde o 5 de outubro que o país aguarda ,expectante, a jogada final.

De conversação em conversação, tudo se aguarda. Agora o tudo é Nada.

Da equação final sobrará o mais importante para os portugueses, sem vírgulas?

https://www.youtube.com/watch?v=P_i1xk07o4g Vampire Weekend

@mmalheiro

 

# Um país à espera de um Governo ( feat. Tame Impala)

996df48aa3ab716d68671221ee971611.gif

                                      autoria UltraLinx ( all rights reserved)

                                     https://www.youtube.com/watch?v=6lHzySwhUac&hd=1 Tame Impala, 2015 ( all rights reserved to Tame Impala)

                                      @mmalheiro

# O dia em que ninguém ganhou ( feat. Belle & Sebastian)

94d1ea10e0cd77d12b30aa571fd41702.gif

  Imagem in Pinterest

  4 de outubro de 2015. O dia em que ninguém venceu e o povo perdeu.

Venceu uma abstenção de 43,1%, 3% de votos nulos e brancos e um país dividido. Todos divididos.

Venceu o comodismo, a passividade e algum descontentamento.

Ninguém venceu em prol de uma causa comum, pelo Bem comum de todos, para além dos seus interesses e egos. ( Porreiro, pá!)

https://www.youtube.com/watch?v=FeZpmL-7t1k&hd=1 Belle and Sebastian ( bisado aqui)- all rights reserved to Belle and Sebastian

@mmalheiro

 

# Da razão de ser da política ( feat. H.Arendt & W.Mertens)

A poucos dias do exercício da liberdade de escolha política através do direito consignado na CRP, deixo aqui as palavras de Hannah Arendt, escritas em 1954, no seu livro Entre o Passado e o Futuro ( Edição Relógio D'Agua):

"(...) a liberdade (...) constitui na verdade o motivo pelo qual os homens vivem juntos no seio de organizações políticas. A raison d'être da política é a liberdade, e o seu campo de experiência é a ação.

(...) O princípio inspirador de uma ação, ao contrário do seu objetivo, pode ser repetido muitas e muitas vezes, (...) a validade de um princípio é universal. Os homens são livres enquanto agem. ".

 

c6c211992eedd6252debf5a5816ab122.gif

                                      in touchn2btouched.tumblr.com

                                     a bisar ou trisar (?) esta música aqui.( com todo o tempo dentro)

a Julieta Afonso, que votou sempre até ao fim da vida ( até aos 90 anos), sublinhando que este era um direito que lhe havia sido retirado antes do 25 de abril.

                                   a todos os que ainda acreditam na Liberdade.

                                      @marinamalheiro

 

 

# Escolher a corrida certa ( feat. Chuck Berry & Keith Richards)

Às vezes não são precisas muitas leituras, filosofia política q.b., farpas literárias, para se ter a noção da escolha certa na corrida democrática.

Ouve-se , como hoje, de vozes imberbes, que tem de haver quem seja o " espelho do mundo" a propósito de um sermão antigo, intemporal, sobre o sal, os homens e os peixes. Nem tudo está perdido. Tem de haver quem seja talvez o "espelho do povo". Quem será, neste momento ?

 Chuck Berry & Keith Richards, Nadine ( all rights reserved to Chuck Berry & Keith Richards)

a Miguel Portas, que faz muita falta a este país.

@mmalheiro

 

# Dos muros ( feat. Cocteau Twins)

Escreveu Hanna Arendt em 1961 no seu livro Between Past and the Future, no capítulo sobre a Autoridade, nomeadamente na política : " (...) O domar da necessidade tem pois como objetivo o controle das necessidades vitais  que coarctam os homens e os mantêm sob o seu poder. Mas tal dominação só poderá ser obtida através do controle e da violência exercidas  sobre os demais, que na qualidade de escravos aliviam os homens livres da coerção da necessidade. [ Sobre a filosofia grega].- (1)

Ora, passados séculos persiste este domar da necessidade em territórios longíquos, obrigando milhares a caminharem pela Europa fora, fugindo.

Pelo meio constroem-se muros de arame farpado junto às fronteiras com a Croácia.

Não gosto de muros nem de pedra, nem de arame farpado, nem muros entre e nas pessoas.

Como alguém hoje dizia na rádio , os refugiados apresentam níveis prioritários dentro da desgraça das suas vidas.

Mas, essencialmente, são todos vítimas de um "domar" que há muito deveria ter terminado.

É isso que deve ser lembrado, de acordo o direito internacional e , mais importante, de acordo com os valores preconizados pelas Nações Unidas.

(1) Entre o Passado e o Futuro, Relógio D'Água, 2006, tradução de João Miguel Silva, p.131

https://www.youtube.com/watch?v=X1Q7AdLq-LE&hd=1 Cocteau Twins, 1996, ao vivo , versão remasterizada( all rights reserved to Cocteau Twins).

@mmalheiro

 

# Impenhorar a dignidade (feat. Father John Misty)

61e80eb8619c2ff72220b5c3615ff0ca.jpg

 

                                           Balanchine, 1959 na American School Ballet via Pinterest

                                          os que caminham quer pela Europa, deixando tudo para trás e os que caminham pelos dias, em sobrevivência, têm algo em comum, único, a dignidade.

                                         [ Apenas é digno da vida aquele que todos os dias parte para ela em combate.] Goethe.

                                        https://www.youtube.com/watch?v=caMfvhKIgBo Father John Misty, 2015 ( all rights reserved)                          @mmalheiro

                                                                  

# Do vento e da política

9e755cfb87e725291c553aba4a00754b.jpg

 

                                      J.F.Kennedy e J.Kennedy in Getty Images ( all rights reserved to Getty Images)

                                     em noite de debate político entre os 2 líderes dos principais partidos portugueses há a clara sensação de que o discurso político é como o vento, brando, quando tem de ser forte e firme na defesa dos verdadeiros interesses das pessoas. Foge "pujante" ( palavra ui !linda) a verdade...

                                     “Precisamos de homens que consigam sonhar com coisas que nunca foram feitas.”

                                       JFKennedy

                                      @mmalheiro