Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

# Da CRP- 40 anos- do Direito ao Trabalho

8c94bb65988b062e5a3bc7576e8150bc.jpg                                                     via Pinterest.

                                                     40 anos de CRP e tanto direito ainda por cumprir, como o Direito ao Trabalho. 9 mil professores com mais de 10 anos de trabalho permanecem ano após ano, em precariedade, investigadores desenvolvem trabalho reconhecido na área da Imunoterapia aguardando um posto de trabalho, milhares de trabalhores em regime de recibos verdes, bolseiros em precariedade, emigração forçada para enfermeiros, farmacêuticos, professores e outras profissões. um país que não dá resposta, apesar do Portugal2020.

Quando dará?

"A 25 de Abril de 1974, o Movimento das Forças Armadas, coroando a longa resistência do povo português e interpretando os seus sentimentos profundos, derrubou o regime fascista.

Libertar Portugal da ditadura, da opressão e do colonialismo representou uma transformação revolucionária e o início de uma viragem histórica da sociedade portuguesa.

A Revolução restituiu aos Portugueses os direitos e liberdades fundamentais. No exercício destes direitos e liberdades, os legítimos representantes do povo reúnem-se para elaborar uma Constituição que corresponde às aspirações do país.

A Assembleia Constituinte afirma a decisão do povo português de defender a independência nacional, de garantir os direitos fundamentais dos cidadãos, de estabelecer os princípios basilares da democracia, de assegurar o primado do Estado de Direito democrático e de abrir caminho para uma sociedade socialista, no respeito da vontade do povo português, tendo em vista a construção de um país mais livre, mais justo e mais fraterno.

A Assembleia Constituinte, reunida na sessão plenária de 2 de Abril de 1976, aprova e decreta a seguinte Constituição da República Portuguesa:(http://www.parlamento.pt/LEGISLACAO/Paginas/ConstituicaoRepublicaPortuguesa.aspx)"

in Preâmbulo , CRP, VII Revisão Constitucional, 2005

@mmalheiro

 

 

publicado às 18:43

# Inversão de marcha (feat. Sitiados)

De súbito o carro abrandou,cansado. Resolveu fazer uma inversão de marcha."Mudem de rumo, mudem de rumo" tocava na Rádio. Nesse momento soube como era vital essa inversão. Nada a fazer.

                      Sitiados , cover do original de Zeca Afonso "Formiga no carreiro" ( todos os direitos reservados aos Sitiados / Zeca Afonso).

                         " mUdem de rumo/ mudem de rumo/ já lá vem outro carreiro (...)

                            (...) vinha em sentido diferente (...) 

                            @mmalheiro

publicado às 01:53

# Das vidas em modo standby ( feat. Sigur Rós)

 

     Neste momento há 23000 vidas em standby. São portugueses, altamente qualificados e desprezados enquanto classe profissional. Fazem queixas na Comissão Europeia, no Provedor de Justiça e tudo fica na mesma.

  Esperam há anos por algo que lhes é devido em pleno direito: o trabalho digno, remunerado, com concurso justo , sem erros, pela graduação profissional.

 Estão em modo standby . Qual é a justiça disso? Quando pagará alguém finalmente o preço por esta injustiça? Daqui a um mês nas urnas. Claramente.

@mmalheiro

                        Sigur Ros., Festival

                         aos professores contratados portugueses, aos meus amigos.

                      

 

 

 

 

 

publicado às 09:44

# A difícil arte de simplificar

Numa sociedade, em que cada vez mais tudo é preparado para facilitar os dias, como o toque de uma APP para nos dizer que temos de beber água ou de que hoje é o dia dos amigos ou dos fulanos ou do café, etc, etc,e, para de certa forma inconscientemente "estupidificar" o pensamento, é cada vez mais difícil simplificar.

Como os formulários que se tem de preencher na vida burocrática, o carimbo que tem de estar no local certo, a designação correta da atividade profissional na CAE senão o sistema não aceita, assim são os dias, paradoxalmente, em pleno século XXI, a complicar, a deixar de "saber ver" de uma forma "clean".

Temos de seguir a "complicação" no meio da multidão, mesmo que não nos identifiquemos.

Como escrevia Thoreau ( in Walden) há mais de um século :"Simplicidade, simplicidade, simplicidade! (...) A nossa vida é uma Confederação Germânica, composta de insignificantes estados e com as fronteiras sempre a flutuar. (...) A própria nação, com todas as chamadas melhorias internas, aliás externas e superficiais, é apenas uma instituição desajeitada e sufocante, atravancada de móveis e obstruída pelas suas próprias armadilhas (...). Mal saberia Thoreau...

Há precisamente uma semana, um professor português, considerado um dos melhores do mundo, deu uma aula magistral, de uma forma simples, original,

 

                                  remetendo para uma ideia que partilho. ( Anúncio dos 50 anos BIC). 

                                      @marinamalheiro

 

publicado às 13:01

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Facebook

Em destaque no SAPO Blogs
pub