Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

# Dos dias futuristas

Ontem, Lisboa, 2020. 102 anos após a gripe espanhola.

Não ia a um hospital há mais de três meses, desde que começou a pandemia. 

Cá fora , junto à porta das urgências, devidamente distanciados, vários acompanhantes de doentes, eu incluida, todos de máscaras, numa normalização estranha. 

Entro na 2ªporta para perguntar pela minha familiar . Questiono a funcionária se posso ficar naquela sala . Diz-me bem alto- " é melhor não , aqui ficam os suspeitos de Covid-19". Ui, vou já sair , respondo.

Junto a esta porta ,quando se sai, há um sinal com uma seta enorme ( Covid Positivo). Essa entrada do Covid Positivo tem um ar decadente e funesto. Muito funesto.

Ambulâncias entram e saem. Numa os médicos estão todos equipados com os fatos brancos, viseira e máscara. Numa maca uma senhora de idade.

No meio disto tudo, vagabundos, pessoas meias ébrias, estrangeiros sem máscara - que dizem bem alto - isto é um atalho e riem-se, passa uma ambulância que diz " transporte de doentes não urgentes". Quando vejo os condutores dessa ambulância tenho consciência da gravidade de tudo isto. Estão equipados de amarelo , de óculos e viseira, não parecem humanos, parecem saídos de um qualquer filme de ficção científica. Fazem a curva à minha direita com enorme destreza, a mesma com que encaram , certamente estes dias futuristas.

Retiro a minha familiar da urgência, é doente de alto risco e está numa sala de espera, desesperando há horas por um atendimento aparentemente seguro. 

Segurança é realmente a palavra-chave neste momento.

@mmalheiro

 

publicado às 10:14

# A vida é uma bola de sabão (feat. Beirut)

                               

                             

 

                                         Hoje é dia da criança, talvez por isso hoje seja um dia em que os adultos ( alguns!)  acreditam que a vida é uma bola de sabão.

Aprende-se muito com as crianças, redescobre-se a física única das bolas de sabão e não se pensa em nada.

Os outros adultos, os que perderam a capacidade de ver as bolas de sabão a flutuar, lindas, no céu, têm listas de compras diárias para a vida ,que incluem a procrastinação dos sentimentos, o adiar dos beijos, dos abraços, a indiferença perante os doentes ( não estás suficientemente doente, só trato de uma parte de ti, vai lá ter com o meu outro colega médico e "desampara-me a loja"), a indiferença perante os sofrimentos dos outros, ou o espanto perante as alegrias, em prol do seu ego ( deixa-me tirar a foto com o melhor ângulo das minhas qualidades).

Um cansaço estes adultos das listas de compras.

Serão capazes algum dia de fazer bolas de sabão sem medo do ridículo, livremente?

                                                                       

e1a9f767547290ddd4fda24b0c52dfd3.jpg                                         Estas bolas de sabão vão diretamente para todas as crianças internadas ou em consulta no IPO de Lisboa, com muita ternura e música dentro. ( all rights reserved to Beirut)

@mmalheiro

                                     

                                      

 

 

 

publicado às 20:02

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Facebook