Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

horas extra

Blog de escrita nas horas extra dos dias

# A ternura dos 70 - sobre os professores

Foi ontem anunciado pelo MECI um plano de salvação da Educação.

Já estamos habituados a salvamentos fraquinhos, a meros "placebos" para um tratamento que terá de ser inovador , construtivo e , sobretudo, respeitador de uma profissão tão importante na sociedade.

Fiquei sinceramente preocupada com os meus colegas que se arrastam literalmente para dar aulas e , muitos, só lhes falta 1 ano de serviço e estão já no 10º escalão.

Duas familiares minhas trabalharam até aos 70 anos mas em 2001 , quando havia reduções no horário, quando se preocupavam se um professor devia ter turmas atribuídas e se podia ter outras funções, apesar de estar ainda na escola, quando se preocupavam com os "bancos" a atribuir nos SAP.

Tinham horários muito reduzidos e serviços moderados.

Uma foi professora de Matemática , outra foi Médica de Família.

O meu pai reformou-se para além dos 40 e muitos anos de serviço porque começou muito novo a trabalhar e em final de vida, a "ida ao escritório" era uma rotina para quem trabalhara sempre com números , deve e haver, relatórios de contas,etc.

Neste momento, milhares de professores estão cansadíssimos!! , desde os 40 aos 66. Têm de aturar alunos indisciplinados, pais que precisam de psicoterapia pois hiperprotegem os filhos e imiscuem-se no trabalho do professor, colegas e direções complicadas. Para além disto, têm como Diretores de Turma- esta , sim, uma função que deve ser remunerada como extraordinária ( nos Confinamentos o meu telefone esteve disponível para os EE até às 22h) problemas para resolver com pais, alunos especiais, alunos que queriam ser especiais e papéis, papéis, papéis.

Faltam psicólogos para alunos, pais e professores, professores do ensino especial  para intervenção

nas escolas. Falta o Dr. Pedro Strecht dar palestras para a comunidade educativa ser grata e simpática para professores, auxiliares, direções.

No ano da Saúde Mental vejo cada vez mais colegas em formações sobre a saúde mental, sobre a gestão de conflitos, sobre a gestão das emoções.

Na última formação, a psicóloga terminou a sessão dizendo a 160 professores ( a nível nacional) para cuidarem de si, fazendo meditação, yoga, pilates e ,sobretudo, para não atenderam telefones, emails, whatsapp com os pais.

Guardo em mim as palavras de Sebastião da Gama "Pelo sonho é que vamos" mas, neste momento, em que estou quase a alcançar a meia idade, escrevo com determinação- lamento mas não trabalharei nem até aos 66, nem até aos 70. Vive la France! ( reforma aos 62).

@mmalheiro

em memória dos meus professores de Liceu, da Faculdade

em memória dos meus pais

a Evelyn Myre Dores, professora de Matemática

a Eva Pinto de Sousa, médica

 

 

 

publicado às 11:20

# Piso 3

Quase todos os dias percorro aquele corredor daquele edifício hospitalar antigo, tal como os meus pais percorriam nos anos 80 para ver o familiar mais doente da família, o meu avô.

O caminho dos patos no jardim, da estátua do doutor elevado a santo milagreiro, em frente à Faculdade de Medicina, conheço-o desde criança. Conheço todos os cafés , o jardim do Torel onde há muitos anos se concorria para dar aulas, onde havia um centro de formação de jornalistas, onde os meus pais namoravam há muitos anos.

Acumulam-se velas e velas e velas de agradecimento e mais à frente há um quiosque de flores. Morgue, flores, Hospital e Faculdade coexistem há decadas pré-Covid19. Entro no Hospital de máscara colorida que é sempre mudada no piso 3- tem de ser a do serviço, da visita, respondem-me. Desinfeto as mãos e dão-me um avental de plástico.

Cama 15, sempre em frente. 

Como que em herança, ocupas agora essa cama que foi outrora de outros e, quem sabe, numa das vezes do teu pai que conheceu todos os hospitais de Lisboa, alguns deles  já nem existem.

O tratamento da radioterapia de há 12 anos trouxe-te uma nova doença e muitas dores. Pergunto-me que justiça há nisto, na sobrevivência a uma maleita tremenda com tanto sofrimento. Por isso, passo pelo médico santo rapidamente. Já não posso ligar ao pai para falar do Benfica, da política, dos netos, da vida, de ti.

A Covid19 trouxe um vírus estranho e doenças derivadas desse vírus mas a maior pandemia de todas chama-se Cancro. Um gene tramado lixa a vida toda a todos, de todas as idades, sexos, profissões, estatuto social. O meu voto para este e todos os anos seguintes é que se descubra uma cura, uma verdadeira cura para este flagelo.

Piso 3- para aceder a este piso clique no botão 1.

Em passo rápido surges tu, habituado a estes corredores , a estes claustros antigos, ao "Covidário" ao lado do café, e tal como há muitos anos os meus pais, caminhamos a par para a visita.

@mmalheiro

à minha mãe.

ao ZT

publicado às 21:54

# da viagem na fase de mitigação

dias antes de entrarmos no estado de emergência, quando acrescentei um novo número à minha idade, recebi uma prenda que namorei numa qualquer livraria, um livro de viagem mas não uma viagem qualquer, a viagem recorrente de um homem da cultura a um país que adorava visitar e que agora sucumbe a este maldito vírus: Itália.

rapidamente acompanho com prazer a escrita de António Mega Ferreira:

" O quadro de Carpaccio reflete tudo isto, ainda que indiretamente, pelo menos aos meus olhos. A imagem é de uma nitidez e intenção claramente naturalista e mostra-nos , realmente, como a cidade se acha absolutamente consolidada, voluntariamente afastada desses grandes debates urbanísticos e políticos próprios do espírito tardo-medieval, primeiro, e renascentista, depois: Veneza, a Veneza de Carpaccio, possivelmente a Veneza eterna, é um organismo espetacular, autorefletor, cujas imagens reproduzem a sua historicidade, alheia aos grandes gestos inovadores e avessa aos "estrangeirismos" que lhe perturbem o equilíbrio tão prodigiosamente representado no quadro".

António Mega Ferreira in Itália,Práticas de Viagem, Sextante Editora, reimpressão de janeiro de 2020, pp.36-37

( Todos os direitos reservados a António Mega Ferreira)

para escutar nesta fase de mitigação ( all rights reserved to Simon and Garfunkel)

[ O que é importante é preencher o tempo, aproveitar para fazer coisas que habitualmente não temos tempo para fazer, como ler livros.] António Coimbra de Matos, 25/03/2020

@mmalheiro

publicado às 00:26

# A vida em modo economia

A vida

em modo Economia

poupa-te lá

poupa o coração

poupa o corpo

as pernas

a estrutura

 

A vida em modo Economia

poupa lá a má disposição

sorri sempre

mesmo que chova

mesmo que sejas chuva

 

 

não te desperdices

com o que não interessa

À matéria coletável

 

sopra a imaterialidade para o lado

assobia  ao deve e o haver dos dias

não contabilizes os dias maus

poupa as palavras

gasta apenas as necessárias

apaga os verbos incontáveis

em suma

não somes

ufa!

uma chatice a vida em Economia!

sorve os cálculos todos, a trigonometria, a Física Quântica, a Filosofia, a Literatura

soma

soma sempre

acumula tempo, Amor, sabedoria!

@mmalheiro

 

 

diminui

publicado às 19:34

# Inversão de marcha (feat. Sitiados)

De súbito o carro abrandou,cansado. Resolveu fazer uma inversão de marcha."Mudem de rumo, mudem de rumo" tocava na Rádio. Nesse momento soube como era vital essa inversão. Nada a fazer.

                      Sitiados , cover do original de Zeca Afonso "Formiga no carreiro" ( todos os direitos reservados aos Sitiados / Zeca Afonso).

                         " mUdem de rumo/ mudem de rumo/ já lá vem outro carreiro (...)

                            (...) vinha em sentido diferente (...) 

                            @mmalheiro

publicado às 01:53

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Facebook

Em destaque no SAPO Blogs
pub